Por: Cerqueiras Notícias

Publicado em

Documentarista apresenta detalhes bizarros da 'família mais incestuosa dos EUA'

Os Whittaker, que se comunicam algumas vezes através de urros e grunhidos, sofrem de diversas doenças autossômicas dominantes por conta de casamentos consanguíneos.

------ A matéria continua após os anúncios ------

O documentarista e fotógrafo Mark Laita quebrou um paradigma na mente de muita gente que tinha na família Targaryen de 'Game of Thrones' e 'House of The Dragon' os representantes máximos da prática de casamento consanguíneo. Ao apresentar para o mundo a família Whittaker por suas lentes, ele mostrou como a prática, considerada crime em alguns países, pode acarretar em danos severos à saúde dos descendentes dessas relações.

------ A matéria continua após os anúncios ------

À primeira vista, a família americana seria o que o imaginário pop aponta para famílias seitas religiosa retratadas de forma caricatural em diversas produções de terror. Contudo, Laita jogou luz sobre essas figuras folclóricas, mostrando que elas são mais reais do que muitas pessoas imaginam.

------ A matéria continua após os anúncios ------

No caso dos Whittaker – que ficaram conhecidos como “a família mais consanguínea da América” - seus embros se comunicam apenas por grunhidos e latem para os transeuntes. “Estava fora de controle – a coisa mais louca que eu já vi”, revelou o documentarista no podcast Konkrete.

------ A matéria continua após os anúncios ------

Casamento entre primos: quais são os riscos genéticos para os filhos
Em diversas culturas em todo o mundo, o casamento entre primos é uma prática comum, aceitável socialmente e até incentivada. No entanto, quando o casal decide ter filhos, aumentam-se os riscos genéticos e também a incidência de doenças raras.

------ A matéria continua após os anúncios ------

Esses casos são definidos como casamentos consanguíneos, ou seja, que ocorrem quando duas pessoas que compartilham uma ligação de parentesco sanguíneo resolvem se casar. Entre parentes de primeiro grau (primos, tios, irmãos, por exemplo) aumentam ainda mais os riscos de problemas genéticos hereditários.

------ A matéria continua após os anúncios ------

De acordo com a SBGM (Sociedade Brasileira de Genética Médica e Genômica), os riscos de uma criança ter um defeito congênito com pais não aparentados gira em torno de 2 a 3% em cada gestação. Já quando os pais são primos, a porcentagem sobe para até 6%. Mas esse número pode ser ainda maior.

------ A matéria continua após os anúncios ------

Há dados que apontam que a cada gestação de pais consanguíneos as chances de ter doenças genéticas são de 25%, o que representa um a cada quatro nascimentos. 

------ A matéria continua após os anúncios ------

Irmãos Gonçalves

E os riscos aumentam quando há uma maior proximidade entre os progenitores. Por isso, a diversidade genética é tão importante para a perpetuação da espécie", destaca Denise Carvalho, geneticista do Complexo Hospitalar da UFC (Universidade Federal do Ceará).

------ A matéria continua após os anúncios ------

Por que isso acontece?
É importante lembrar um pouco das aulas de biologia: cada indivíduo possui um conjunto de genes herdado dos pais (metade do pai e metade da mãe). Os genes são segmentos de uma molécula de DNA e ficam responsáveis pelas características herdadas geneticamente.

------ A matéria continua após os anúncios ------

Quando os progenitores são primos, eles compartilham uma maior quantidade de genes comuns, o que aumenta a probabilidade de herdarem as duas cópias defeituosas (alteradas) do gene. 

------ A matéria continua após os anúncios ------

Consequentemente, ao ter um filho, aumentam-se os riscos de este indivíduo ter uma doença genética com herança autossômica recessiva.

------ A matéria continua após os anúncios ------

De forma geral, todos possuem variações genéticas e genes defeituosos. "Porém, quando temos um casal com parentesco, isso quer dizer que eles têm um ancestral em comum e mais chances de terem herdado essa mesma alteração no mesmo gene.

------ A matéria continua após os anúncios ------

 Portanto, se ambos os pais tiverem o mesmo gene defeituoso, há uma maior chance de ter um filho com uma condição genética", explica Michele Migliavacca, geneticista do Hospital Israelita Albert Einstein.

------ A matéria continua após os anúncios ------

W Aluminium

Principais doenças relacionadas a casamentos entre primos
Um estudo realizado pela UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) apontou que, no Brasil, os filhos de casamentos consanguíneos apresentam 4,16 vezes mais riscos de nascer com doenças genéticas raras quando comparados com filhos de casais sem parentesco.

------ A matéria continua após os anúncios ------

Por que isso acontece?
É importante lembrar um pouco das aulas de biologia: cada indivíduo possui um conjunto de genes herdado dos pais (metade do pai e metade da mãe). Os genes são segmentos de uma molécula de DNA e ficam responsáveis pelas características herdadas geneticamente.

------ A matéria continua após os anúncios ------

Mundo das Utilidades

Quando os progenitores são primos, eles compartilham uma maior quantidade de genes comuns, o que aumenta a probabilidade de herdarem as duas cópias defeituosas (alteradas) do gene. Consequentemente, ao ter um filho, aumentam-se os riscos de este indivíduo ter uma doença genética com herança autossômica recessiva.

------ A matéria continua após os anúncios ------

De forma geral, todos possuem variações genéticas e genes defeituosos. "Porém, quando temos um casal com parentesco, isso quer dizer que eles têm um ancestral em comum e mais chances de terem herdado essa mesma alteração no mesmo gene. Portanto, se ambos os pais tiverem o mesmo gene defeituoso, há uma maior chance de ter um filho com uma condição genética", explica Michele Migliavacca, geneticista do Hospital Israelita Albert Einstein.

------ A matéria continua após os anúncios ------

Principais doenças relacionadas a casamentos entre primos
Um estudo realizado pela UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) apontou que, no Brasil, os filhos de casamentos consanguíneos apresentam 4,16 vezes mais riscos de nascer com doenças genéticas raras quando comparados com filhos de casais sem parentesco.

------ A matéria continua após os anúncios ------

BibiCar


Aconselhamento genético é indicado
A recomendação dos especialistas é buscar um geneticista e realizar um aconselhamento genético antes da gestação. Durante a consulta, o médico faz um levantamento do histórico familiar e verifica se há o risco de uma doença genética.

------ A matéria continua após os anúncios ------

Além disso, são avaliadas as condições de saúde do casal consanguíneo, histórico familiar e o risco para condições genéticas específicas. Muitas vezes, é preciso realizar testes genéticos.

------ A matéria continua após os anúncios ------

"Trata-se de um processo de comunicação para uma orientação de risco de ocorrência (ou recorrência) de uma determinada condição genética de uma família ou pessoa.

------ A matéria continua após os anúncios ------

 Envolve etapas desde a investigação, que identifica alguma alteração genética, passa pelo cálculo de risco e segue para a orientação de familiares. Em seguida, há o acompanhamento clínico do casal ou indivíduo", explica Rodrigo

------ A matéria continua após os anúncios ------

Irmãos Gonçalves


Fonte: Metrópoles / UOL


Digite no Google: Cerqueiras Notícias

Entre em nosso Grupo do Whatsapp e receba as notícias em primeira mão (clique no link abaixo):

https://chat.whatsapp.com/DwzFOMTAFWhBm2FuHzENue

Siga nossas redes sociais.  
🟪 Instagram: instagram.com/cerqueirasnoticias
🟦 Facebook: facebook.com/cerqueirasnoticias

----------------------

----------

O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. 
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Mais sobre:
Comentários
O seu endereço de e-mail não será exibido no comentário.
Campos obrigatórios estão indicados com Asterisco ( * )
Ainda restam caracteres.

Seu comentário está aguardando aprovação.

Obrigado pelo seu comentário!